cancro - tratamento com canábis - cannabis - CBD THC

Será a Cannabis a cura para o cancro?

A Cannabis tem reconhecidamente um efeito paliativo na oncologia, incluindo o alívio das náuseas e dos vómitos provocados pela quimioterapia, a estimulação do apetite, o alívio da dor e a melhoria do humor e do sono em pacientes com cancro.

Contudo ao longo das últimas décadas os canabinoides têm mostrado efeitos benéficos que ultrapassam os cuidados paliativos, entrando no " domínio da regulação das doenças".

Entre os efeitos anticancerígenos já provados, incluem-se a capacidade para a diminuição de tumores, a inibição do crescimento de novas células cancerígenas e a prevenção de metástases.

Os investigadores demonstraram que houve regressão em vários tipos de cancro. Um estudo japonês com THC determinou que este tinha efeitos anti-inflamatórios e que reduzira o crescimento de tumores em ratos. Num outro estudo, concluiu-se que o CBD pode prevenir o cancro causado pelo tabaco.

O uso de Cannabis como terapia para a redução da atividade cancerígena e do tamanho dos tumores exige doses elevadas de Cannabis Medicinal. O THC é muito eficiente na redução do tamanho dos tumores, e o CBD é muito eficiente em travar a proliferação de novas células cancerígenas. Juntando o THC com o CBD é possível obter uma eficácia ainda maior. Há uma verdadeira relação sinergética entre o THC e o CBD. Está provado que a combinação entre vários canabinoides e terpenos encontrados em produtos derivados da planta inteira é a abordagem mais eficaz.

Existem centenas de histórias de pacientes cujo cancro desapareceu após terem feito terapia com canabinoides. É importante salientar que todos os efeitos anticancerígenos dos canabinoides derivam de conclusões de ensaios em laboratório e em animais, uma vez que ainda não está disponível qualquer informação de testes feitos em seres humanos que permitam apresentar testemunhos de pacientes individuais.

Back to the blog